fbpx

Lista de doenças que dão desconto na compra de carro novo

Nos últimos quatro anos a venda de carros pela modalidade PCD (Pessoa com Deficiência Física) triplicou nos últimos quatro anos
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Carros novos em pátio de fábrica da General Motors em São José dos Campos (SP) 19/03/2020 REUTERS/Roosevelt Cassio


Nos últimos quatro anos a venda de carros pela modalidade PCD (Pessoa com Deficiência Física) triplicou nos últimos quatro anos, saltando de 42 mil para mais de 140 mil em 2016. E nos dias de hoje corresponde a quase 10% de todos os negócios de carro 0km de todo o país.

Dentre os principais motivos para esse grande salto nas vendas PCD está a possibilidade de isenção de 20% a 30% de descontos para diversas patologias como artrite, tendinite crônica dentre vários problemas de coluna.

Como funcionam os descontos

As negociações para venda PCD ocorrem de forma direta entre a montadora e o consumidor, a concessionária no caso atua apenas como intermediador. Outro detalhe é que além dos descontos dados pelas montadoras, ainda existem isenção de impostos bancadas pelo governo.

Possuem direito os cidadãos portadores de deficiência ou patologias que possam dificultar ou impedir a mobilidade. O cidadão que se encontra nessa condição pode adquirir veículos novos a cada dois anos sem a incidência de IPI e IOF (impostos federais) bem como ICMS e IPVA (impostos estaduais), contudo se venderem antes de dois anos, deverão pagar os tributos.

Um detalhe importante é que muitos cidadãos podem ter direito a isenção de impostos na compra de carro novo mas não sabem, de acordo com dados do IBGE 46 milhões de pessoas no Brasil possuem algum tipo de deficiência.

Segundo a lei de isenção nº 8.989 vigora há mais de 20 anos, no entanto, somente a partir de 2013 foi estendida a familiares de deficientes que não podem dirigir. Válida até 2021, ela também estende o direito a idosos com sequelas físicas ou motoras provocadas pela idade ou por doenças. Lembrando que em todos os casos, é necessário o laudo médico e a avaliação do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Para disputar essa fatia cada vez mais crescente, as montadoras passaram a adequar modelos para atender à lei e também a criar versões exclusivas com desconto cheio nos impostos.

Com o limite de valor de R$ 70 mil definido pela lei (acima disso, o desconto é apenas para IPI), as fabricantes oferecem versões que normalmente custariam mais, porém recebem pacotes de equipamentos especiais e descontos.

A forte demanda do público PCD, porém, fez a Hyundai e a Toyotasuspenderem temporariamente a venda do Creta 1.6 Attitude automático e do Corolla Gli Tecido automático, respectivamente.

As versões atendiam a esta modalidade e já com filas de espera em várias regiões do país. Segundo as fabricantes, a paralisação tem por objetivo cumprir com os pedidos já realizados.

Carros novos em pátio de fábrica da General Motors em São José dos Campos (SP)
19/03/2020
REUTERS/Roosevelt Cassio

Direito a isenção

Veja à seguir algumas das deficiências e patologias que podem garantir a isenção de impostos na compra de um veículo novo. É preciso deixar claro que o benefício fica sujeito à avaliação técnica especializada de um perito médico. Ter alguma das doenças listadas não garante o benefício. O que é avaliada no geral é a sequela provocada no condutor

  • Autismo (familiares)
  • Amputação ou ausência de membro
  • Artrodese e artrose
  • Artrite reumatoide
  • AVC (Acidente Vascular Cerebral)
  • Cegueira (familiares)
  • Câncer de mama e linfomas (se há sequela física ou motora)
  • Deficiências físicas, mentais e intelectuais
  • Diabetes (se há sequela física ou motora)
  • Doenças degenerativas e neurológicas
  • Doenças renais crônicas
  • Dort (LER) e bursites graves
  • Esclerose múltipla
  • Escoliose acentuada
  • Hérnia de disco
  • Hemiplegia e tetraparesia
  • Hepatite C (se há sequela física ou motora)
  • HIV positivo (se há sequela física ou motora)
  • Má formação dos membros
  • Manguito rotator
  • Mastectomia
  • Monoparesia e monoplegia
  • Nanismo
  • Neuropatias diabéticas
  • Quadrantectomia (parte da mama)
  • Paralisia cerebral (familiares)
  • Paralisia e paraplegia
  • Parkison
  • Problemas de coluna (se há sequela física ou motora)
  • Próteses internas e externas
  • Poliomelite
  • Ponte de Safena (se há sequela física ou motora)
  • Renal Crônica (fístula)
  • Síndrome de down (familiares)
  • Talidomida
  • Túnel de Carpo e tendinite crônica
  • Tetraplegia (familiares)

Com informações Gazeta, adaptado por Jornal Contábil



Fonte: Jornal Contábil

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Participe da conversa...

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Você é nossa prioridade.
Sempre!

Acreditamos que todos devem ser capazes de tomar decisões financeiras com confiança. Embora nosso site não apresente todas as empresas ou produtos financeiros disponíveis no mercado, estamos orgulhosos de que a orientação que oferecemos, as informações que fornecemos e as ferramentas que criamos sejam objetivas, independentes, simples – e gratuitas.

Então, como ganhamos dinheiro? Nossos parceiros nos recompensam. Isso pode influenciar os produtos sobre os quais analisamos e escrevemos (e onde esses produtos aparecem no site), mas de forma alguma afeta nossas recomendações ou conselhos, que são baseados em milhares de horas de pesquisa. Nossos parceiros não podem nos pagar para garantir análises favoráveis de seus produtos ou serviços. Aqui está uma lista de nossos parceiros.