fbpx

Quem são os quase 3 milhões de investidores na Bolsa?

Confira o motivo do aumento de investidores na Bolsa brasileira e conheça melhor o perfil dos investidores no post de hoje! Spoiler: a base mais jovem cresce a cada dia!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Quem são os quase 3 milhões de investidores na Bolsa?


Em julho de 2019, a Bolsa de Valores Brasileira (B3) alcançava o seu primeiro milhão de investidores. Pouco mais de um ano depois, o número praticamente triplicou: agora são quase três milhões de pessoas físicas e jurídicas cadastradas. Para ser mais exato, os dados do mês de agosto mostram que são 2.989.189 de investidores, sendo 2.958.442 CPFs e 30.747 CNPJs.

De acordo com a B3, durante a pandemia esse número ganhou ainda mais força. Apenas de março a julho deste ano, em cinco meses, 900 mil pessoas começaram a investir no mercado de ações brasileiro. Em março, no início da pandemia, dos 223 mil investidores que entraram na renda variável, 30% fez o primeiro investimento com menos de R$ 500.

Mas quem são esses investidores? Segundo um estudo da própria B3, o perfil da pessoa física que está na bolsa é, de forma geral, mais jovem e que se preocupa em diversificar seus investimentos, começando a montar sua carteira com valores baixos. Além disso, tem demonstrado uma visão de longo prazo ao manter suas posições mesmo no auge da volatilidade dos mercados.

A Região Sudeste concentra 61,31% dos investidores do país. São Paulo lidera o ranking com 1.143.283 CPFs, o que representa 38,64%. Logo em seguida estão o Rio de Janeiro com 318.804 (10,77%) e Minas Gerais com 290.323 (9,81%). Esses três estados somam 283,2 bilhões de recursos acumulados.

Na comparação por gênero, o masculino representa a maioria. São 2.215.723 (74,12%) homens investindo na bolsa brasileira. Já as mulheres estão cada vez mais buscando seu espaço no mercado de investimentos. Elas somam 742.719 (24,85%) na bolsa.

Em termos de faixa etária, 13,20% dos investidores têm menos de 25 anos. Os jovens com idade entre 26 a 35 anos são o maior número, o equivalente a 33,73%. Subsequente, os mais maduros com 36 a 45 anos formam 26,36%. Os com mais de 46 anos correspondem a 26,68%.

Conforme a Bolsa de Valores, esse crescimento representa uma mudança estrutural no mercado de capitais brasileiro. A partir de 2019, por exemplo, o valor médio investido pelas pessoas físicas diminuiu. A evolução do comportamento do investidor ao longo do tempo mostra que houve uma democratização.

Por Saráh Stuhr | Assistente de Marketing na Alphamar Investimentos. Graduada em Comunicação Social – Jornalismo pelo Centro Universitário Faesa, com formação em Social Media e Design Gráfico.



Fonte: Blog Organizze

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Participe da conversa...

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Você é nossa prioridade.
Sempre!

Acreditamos que todos devem ser capazes de tomar decisões financeiras com confiança. Embora nosso site não apresente todas as empresas ou produtos financeiros disponíveis no mercado, estamos orgulhosos de que a orientação que oferecemos, as informações que fornecemos e as ferramentas que criamos sejam objetivas, independentes, simples – e gratuitas.

Então, como ganhamos dinheiro? Nossos parceiros nos recompensam. Isso pode influenciar os produtos sobre os quais analisamos e escrevemos (e onde esses produtos aparecem no site), mas de forma alguma afeta nossas recomendações ou conselhos, que são baseados em milhares de horas de pesquisa. Nossos parceiros não podem nos pagar para garantir análises favoráveis de seus produtos ou serviços. Aqui está uma lista de nossos parceiros.