fbpx

Saúde e finanças: 4 dicas para manter o equilíbrio

De forma simples, você pode ter controle da sua vida financeira e já contribuir com a sua saúde, tendo total equilíbrio entre as duas coisas. Confira as dicas de como alcançar esse equilíbrio no artigo de hoje!
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Saúde e finanças: 4 dicas para manter o equilíbrio

O controle financeiro traz sim felicidade. Não é à toa que saúde e finanças estão totalmente relacionadas ao bem-estar emocional e até mesmo físico. Afinal de contas, nada melhor que saber que você terá condições de arcar com todas as contas, não é mesmo?

Além do mais, quando temos problemas de dinheiro, é comum que a gente se sinta meio desestabilizado, sem saber ao certo o que fazer e como tomar as decisões corretas.

Para termos uma ideia, uma pesquisa feita pelo SPC Brasil demonstrou que 65,6% dos entrevistados desenvolveram depressão por falta de organização financeira. Fora que 61% tiveram aumento de angústia, 59% de ansiedade e 57% de estresse crônico.

Por esse motivo, é fundamental manter o controle das suas finanças – e isso inclui não somente guardar um pouco de dinheiro, mas também conhecer os limites do seu orçamento e saber orientar melhor os custos de vida.

No artigo de hoje, conheça algumas dicas para manter o equilíbrio das suas economias e não comprometer a sua saúde mental. Acompanhe a leitura!

1 – Tenha uma visão realista do orçamento

O primeiro passo é saber realmente qual é o seu orçamento. Muitas pessoas acabam tendo problemas porque gastam mais do que ganham, o que acaba resultando em muitos danos para a sua saúde física e mental.

Importante ressaltar que, muitas vezes, o descontrole financeiro está atrelado a nossa incapacidade de reagir à esmagadora pressão social do consumo. Daí a importância da organização das suas finanças.

Uma dica é fazer a impressão de calendário de mesa e selecionar as datas mais importantes para o pagamento de custos básicos de vida (aluguel, energia elétrica, água, telefone, internet, combustível, etc.). Isso evita que você atrase as contas e pague multa.

Além disso, é fundamental planejar suas compras. Por exemplo, para conter o impulso por gastos, só entre em uma loja caso tenha planejado a compra de algo; caso contrário, prefira se distrair com uma outra atividade.

Depois de saber exatamente para onde está indo o seu dinheiro e como controlar os gastos, é possível traçar um plano de ação para a sua vida financeira. 

Dessa forma, você pode pensar em um investimento ou em uma poupança. Lembre-se: a organização é fundamental!

2 – Invista em educação financeira

Para quem não tem nenhum conhecimento em finanças, é importante considerar um investimento em educação financeira; pelo menos, os assuntos básicos.

Hoje em dia, é possível encontrar cursos de alta qualidade online e totalmente gratuitos. Daí, basta ter um ambiente de estudo adequado e começar a aprender sobre o tema.

Alguns pontos importantes e que devem ser abordados são:

→ Organização e controle financeiro;

→ Gerenciamento do que entra e sai do seu bolso;

→ Possibilidades de investimento a longo prazo;

→ Elencar prioridades de custos;

→ Entre outros.

A partir disso, você já terá uma noção muito maior de como equilibrar a sua saúde mental e as finanças.

3 – Não fique bitolado, priorize sua saúde mental

Também não vale a pena ficar pensando em dinheiro o tempo todo. Isso também não é saudável e não ajudará em nada à sua saúde mental.

Por isso, faça atividades que possam te distrair, como uma aula de pilates funcional, algum esporte, ou passe o tempo com os amigos.

Se o seu orçamento estiver muito apertado, a dica é procurar por alguns exercícios que podem ser feitos em casa, ou uma caminhada. É uma forma de se desligar do mundo, sem ter que gastar muito para isso.

Uma dica é separar um local na sua casa e adaptá-lo para o seu exercício preferido. Assim, você terá salas para treinamento no próprio conforto do seu lar.

4 – Baixe o Organizze

O Organizze é um aplicativo de gestão e controle financeiro que pretende contribuir com o equilíbrio das finanças, diminuindo o estresse e ansiedade causados pelo descontrole orçamentário.

Além de ajudar no controle de gastos, o app tem funcionalidades exclusivas, como alertas de contas a pagar, definição de metas, conciliação bancária, além de relatórios personalizados para que você possa analisar suas finanças.

Atualmente, o Organizze é usado por mais de 2 milhões de pessoas, sendo referência como aplicativo financeiro.

Gostou das dicas? De forma simples, você pode ter controle da sua vida financeira e já contribuir com a sua saúde, tendo total equilíbrio entre as duas coisas.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Fonte: Blog Organizze

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Participe da conversa...

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Você é nossa prioridade.
Sempre!

Acreditamos que todos devem ser capazes de tomar decisões financeiras com confiança. Embora nosso site não apresente todas as empresas ou produtos financeiros disponíveis no mercado, estamos orgulhosos de que a orientação que oferecemos, as informações que fornecemos e as ferramentas que criamos sejam objetivas, independentes, simples – e gratuitas.

Então, como ganhamos dinheiro? Nossos parceiros nos recompensam. Isso pode influenciar os produtos sobre os quais analisamos e escrevemos (e onde esses produtos aparecem no site), mas de forma alguma afeta nossas recomendações ou conselhos, que são baseados em milhares de horas de pesquisa. Nossos parceiros não podem nos pagar para garantir análises favoráveis de seus produtos ou serviços. Aqui está uma lista de nossos parceiros.